quarta-feira, 15 de outubro de 2008

As 10 personagens mais interessantes do cinema

1. Enid de Ghost World - Aprendendo a viver

Cabelo colorido, roupinhas estranhas e uma adolescente cheia de gênio, raiva e críticas para dar e vender, transformam e deixam mais humana a personagem interpretada (competentemente) por Thora Birch em Aprendendo a viver. Enid nada mais é do que uma xerox de todos os sentimentos de todos adolescentes em fase amadurecimento e a eterna pergunta: Quando isso vai acabar?.

2. Gelsomina de A Estrada da vida

Alguém nesse mundo pode representar a bondade em forma de ser humano? Esse alguém é Gelsomina intepretada por Guilietta Masina em A Estrada da vida, a mulher exibia uma tristeza e uma presença com um olhar, capaz de levá-lo aos prantos ou as gargalhadas, com um piscar de olhos (literalmente). O olhar mais forte que eu já tive a honra de presenciar. Viva are da pantomima.

3. Laura Brown de As Horas

A mulher que exala dor e tristeza, a mulher que teve a coragem de abandonar a própria família para ir em busca de si mesma, a mulher que voltou na velhice quando o filho morreu, a mulher que pode ser chamada de vítima. Vítima de quem? Ou de que? Vítima da vida. A mulher que teve a coragem de fazer o que todos nós não temos, a mulher que arriscou todas as suas fichas em algo que nem conhecia, o resultado não importa, o que importa é que ela teve mais coragem.

4. Jim Kurring de Magnólia

O personagem mais sensato e centrado desse turbiçhão de personagens, o policial interpretado pelo sempre ótimo John C. Reilly é o único personagem que parece ter os pés no chão e age com extrema racionalidade, e sabe como ninguém entender outro ser humano e perdoá-lo, coisa que as vezes nem nós mesmos conseguimos fazer.
5. Achim de Tempestade de verão
O jovem que num acampamento de verão numa competição de remadores, descobre que está apaixonado, e não é por uma garota, é pelo melhor amigo de infância, apartir daí desencadeiam milhões de sentimentos de descobertas como uma verdadeira tempestade que ele tem que enfrentar. A descoberta da homossexualidade e a chegada do amadurecimento são contornados com cores e imagens tristes, sobre a dor de descobrir quem você realmente é, e a forma como seguir em frente, sem ter ideia do que fazer.
6. Clementine kruczynski
Forte, impulsiva, extrevagante, egocêntrica, são umas das qualidades que podem resumir Clementine kruczynski, que tem amo incondicional pela vida, desesperada para viver bons momentos, conhecer novas pessoas e viver diferente situações, o cabelo camaleônico, a jaqueta laranja são apenas pequenos motivos para a moça fugir da sua insegurança e de seus medos. Na verdade, todas essas coisas que caracterizam Clementine e que a torna diferente das outras pessoas é só uma forma de canalizar toda a sua insegurança, ela acha que com roupas coloridas e seu jeito impulsivo de ser as pessoas não vão enxergar o quanto ela é insegura e medrosa.
7. Greta de O Tempo de cada um
Greta, interpretada por Parker Posey, é uma mulher ambiciosa porém se culpa por isso, casada com um homem calmo, pacífico e que não tem ambição nenhuma na vida, a personagem o usa como uma válvula de escape para os seus demônios interiores, ela acha que casada com um homem diferente dela vai neutralizar a sua ambição pela vida, e vai impossibilitá-la de ser como o seu pai, mas quando a moça é promovida na editora que trabalha e começa a ter sucesso, sua personalidade forte vem a tona, e percebe que não pode ficar casada com alguém que não tem os mesmos sonhos que ela.

8. Sue Lynne de Um beijo roubado

Rachel Weisz faz uma pequena, porém inesquecível participação nesse filme de Wong Kar Wai como a triste e amarga Sue lynne, mulher de um policial bêbado. Os dois simplesmente se odeiam (será?), ele chega a apontar uma arma para a moça por não aceitar a separação, ela o maltrata de todas as formas, mas quando o destino acaba "levando" seu marido, a moça fica em prantos, e descobre o quanto realmente o amava. Os dois personagens extremamente bem defendidos por seus atores roubam as cenas em que aparecem. É incrível ver o quanto as pessoas podem odiar e se amar ao mesmo tempo.

9. Brione Tallis de Desejo e Reparação

A personagem do livro Reparação que foi recentemente adaptado para as telonas pelo diretor Joe Wright, é o centro de um grande engano que arruinou duas vidas, a personagem além de ter uma forte cargar dramática é dividida em três momentos, ecomo a culpa, dor e arrependimento afetaram a moça desde a infância até a velhice, foi interpretada por três atrizes diferentes (Saoirse Ronan, Romola Garai e Vanessa Redgrave, respectivamente). Uma personagem interessante de se estudar e ver como pequenos momentos da vida podem afetar vidas inteiras.

10. Alice Ayres de Closer - Perto Demais

A personagem interpretada pela indicada ao Oscar Natalie Portman é o arco forte do filme, cruzando com outros três personagens, a sua se destava pela ousadia, determinação e forte sensualidade, a personagem que conta com uma mistura competente de beleza e inteligência.

quarta-feira, 1 de outubro de 2008



É com muita alegria e satisfação que damos continuidade a este genial prêmio que reconhece o nosso valor como blogueiros. O Sobre Cinema e Lobos agradece imensamente o amigo Kauê do excepcional cinefilnado, que nos indicou ao Dardos. Indicaremos alguns blogs que mais visitamos por apresentarem os melhores conteúdos. É provável que eu repita algum blog já indicado, mas vamos lá:
*Com meu smoke e minha gravata azul e com minha voz elegante, agradeço o prêmio à lá Hitchcock*: Thank you".

Sobre Cinema e Lobos

Minha foto
"Se você não vive a própria vida, não é como se vivesse outra vida, é como se não vivesse nenhuma."